Humanização: peça fundamental nos cuidados da enfermagem com pacientes oncológicos

Com a chegada da industrialização, os hospitais têm investido cada vez mais em máquinas e equipamentos capazes de salvar vidas. Para o Hospital São José (HSJ), no entanto, mais que curar doenças, é fundamental tratar pessoas, entendendo o ser humano em suas dimensões biológica, psicológica, social e espiritual. A isso chamamos humanização, um dos principais itens observados no atendimento prestado pelo serviço de enfermagem a pacientes oncológicos.

No nosso serviço de oncologia temos essa consciência desde a recepção até higienização, passando por todos os profissionais que atuam no setor”, afirma Alexandra Cavalcante Gallindo Rodrigues, que foi enfermeira supervisora da oncologia durante três anos. Em setembro de 2011 ela passou o cargo para a enfermeira Maria Angélica Portugal, que herdou da antecessora a responsabilidade de supervisionar um setor peculiar dentro do Hospital.

Pacientes oncológicos são muito carentes de carinho, atenção, de cuidado”, afirma Maria Angélica. “Quando recebem a notícia de que precisam de tratamento quimioterápico chegam ao setor para a primeira sessão totalmente perdidos”. Em termos práticos, o profissional de enfermagem realiza diversas ações no cuidado com o paciente, tais como a punção da veia para hidratação, acompanhamento em momentos específicos da quimioterapia, cuidados com a temperatura do paciente (cada tumor tem um protocolo de quimioterapia – uns causam calor e outros, frio. A enfermagem pode oferecer gelo para alguns pacientes ou envolver o braço de outros com um cobertor).

Já no que tange à humanização, ações como ouvir o paciente e orientá-lo sobre seu tratamento com carinho são, muitas vezes, tão importantes quanto os outros cuidados. A enfermagem promove também a celebração de datas comemorativas como Páscoa, dia das mães, dia dos pais e Natal. “A enfermagem se transforma em referência tanto para o paciente quanto para seus familiares. Os pacientes e acompanhantes recebem orientações sobre como tomar os medicamentos em casa e os cuidados que devem ser observados diariamente”. Cada paciente recebe um folder com orientações. “Lemos junto com eles, explicando o passo a passo, porque são orientações importantes para ajudar nos tratamentos” explica Maria Angélica.

As enfermeiras afirmam que a humanização tem importante papel no tratamento, uma vez que o estado psicológico e espiritual dos pacientes são decisivos para o bom andamento do tratamento. Pensando nisso, a enfermagem busca aproximar os pacientes que estão abalados psicologicamente daqueles em melhores condições emocionais.

Alexandra afirma que sua vida mudou depois que começou a trabalhar na oncologia do HSJ. “É uma escola de vida”, afirma. Maria Angélica concorda com a colega.

Um comentário para Humanização: peça fundamental nos cuidados da enfermagem com pacientes oncológicos

  1. É isso ai meninas, parabenizo vocês pela dedicação a esses pacientes, e realmente acredito que realizar uma gestão no setor de oncologia sempre será uma Grande Escola da VIDA. Conhecendo vocês sei o quando deve ser importante um sorriso pela manhã, uma palavra de afeto e até mesmo um afago. Esses pacientes realmente necessitam muito do nosso amor e respeito. Fico feliz em saber que ambas se realizam na profissão que escolheram. PARABÉNS!!!
    Beijos!!!
    Saudades!!!
    Zeny

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>